Braga, foi uma das cidades eleitas, por Santiago de Compostela para pregar a religião.

 E foi na Cónega, como nos conta o mito urbano que São Tiago Compostela parou numa fonte para descansar e bebeu água. 

A fonte foi mandada construir pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa em 1531, tem uma bica carrancuda e um tanque retangular. 

Cravejado a meio da fonte, possui um Brasão de D. Diogo de Sousa e uma inscrição <<D. SOUSA ARCHIEP ANNO SALVTIS 1531>>, no meio da fonte tem São Tiago. 

Toda a fonte é construída de granito e a água é imprópria para consumo. Em tempos mais antigos muitos habitantes da freguesia, serviam-se daquela fonte para a limpeza das suas roupas. Com o passar dos anos foi mandado construir um tanque público, para não degradar a Fonte ali construída. 

Nos dias de hoje, os habitantes da cónega ainda festejam e devotam São Tiago, onde realizam um pequeno altar na fonte e rezam o terço junto da fonte, durante nove dias seguintes antecedentes à festa comemorativa. 

Com o passar dos tempos, está foi uma tradição que se foi perdendo com a nova geração, mas que a geração mais antiga ainda a tentar manter viva. 

 Na sua próxima peregrinação, quando passar pela fonte, saiba que ali já está Santiago de Compostela.